Gilmar Cordeiro reassume cargo de vereador e presidente da Câmara de Piraquara

Na tarde desta segunda-feira, dia 21, o professor Gilmar Luis Cordeiro (PSB) reassumiu o cargo de vereador do município de Piraquara/PR, após ter sido cassado pelos seus pares no dia 11 de outubro. A reintegração ocorreu por decisão judicial do juiz Alexandre Della Coletta Scholz, do Foro Regional de Piraquara. Já dentro da Câmara, em seu gabinete, o vereador tomou as primeiras decisões: exonerar os atuais membros do gabinete e renomear os cargos de confiança. Segundo ele, “o momento é de pensar na cidade, no desenvolvimento do município, na redução da mortalidade infantil, na duplicação da rodovia que leva a Piraquara. Não é hora de perseguição, mas de trabalho conjunto com o prefeito e os outros vereadores, que é a forma como minha vida política é pautada”. 
 
Para o advogado Gustavo Swain Kfouri, especialista em Direito do Estado e titular da banca Kfouri & Gorski, que representa o vereador, “a justiça proferiu decisão acertada, pois a Câmara Municipal constituiu um Tribunal de Exceção para excluir inimigo político, o que constitui ato abusivo, vedado pela Constituição”. E completa: “foi uma vitória da democracia”.
 
Entenda o caso
A Câmara Municipal de Piraquara decidiu no dia 11 de outubro pela cassação do vereador Gilmar Luis Cordeiro. Das seis acusações de infrações político-administrativas, duas foram consideradas procedentes: a de acumular cargo de presidente da Câmara e diretor de colégio estadual e a de que o filho do vereador teria atuação administrativa no gabinete do pai, sem ser contratado. Ambas as situações estavam amplamente fundamentadas na defesa, demonstrando improcedência, o que depois foi referendado pela decisão do juiz.
 
COMPARTILHE
IMPRIMIR

Leia Também

Alagoas | Amapá | Bahia | Ceará | Distrito Federal | Goiás | Maranhão | Mato Grosso
Minas Gerais | Pará | Paraíba | Paraná | Pernambuco | Piauí | Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul | Santa Catarina | São Paulo | Tocantins